Day1 | João Carlos Martins: “Corri atrás dos sonhos, hoje eles correm atrás de mim”

Corri atrás dos sonhos

“Foram nada menos do que 23 cirurgias para manter o sonho vivo. Até que na 19ª os médicos me falaram: ‘Você nunca mais vai tocar piano profissionalmente. Aos 64 anos, achei que o mundo tinha acabado”.

João Carlos Martins tem uma história de determinação característica de um empreendedor.

Nasceu em São Paulo em 1940 e desde cedo demonstrou ter o dom da música: ganhou o primeiro concurso seis meses depois de ter ganhado um piano do pai.

Aos 13, já tinha uma carreira nacional como pianista, e na adolescência vieram os primeiros concertos internacionais.

Mas cedo também apareceram os problemas físicos. Aos 18 anos, ele foi diagnosticado com distonia, um distúrbio que causa contrações involuntárias dos músculos.

Outros problemas vieram: rompeu um nervo jogando futebol no Central Park, sofreu com uma agressão na cabeça após um assalto na Bulgária… Os movimentos de uma mão foram ficando mais difíceis, depois os da outra.

A vida parecia forçar o pianista para longe de sua missão, mas ele optou por seguir em frente.

Conheça a história do pianista e maestro João Carlos Martins, fundador da Fundação Bachiana.

Veja edições anteriores do Day1: http://bit.ly/playlistDay1




 

Day1 | João Carlos Martins: “Corri atrás dos sonhos, hoje eles correm atrás de mim”
Avalie esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *